Buscar pelo código:
(38) 3214-5515 / (38) 98826-3449 / (38) 98814-9328 Whatsapp
AP Imóveis Imobiliaria Montes Claros
NEGÓCIOS IMOBILIÁRIOS EM MONTES CLAROS-MG
Construtoras melhoram números em 2017, mas ainda com ajuda de programa habitacional
Publicado em 07/02/2018
 
Montes Claros O último trimestre de 2017 mostrou uma aceleração dos lançamentos e das vendas das construtoras, ao mesmo tempo em que os distratos (cancelamentos de contratos de compra e venda de unidades na planta) voltaram a diminuir. Como reflexo, a variação desses indicadores ao longo do ano passado foi superior a dois dígitos, segundo dados obtidos a partir das prévias operacionais de seis incorporadoras (MRV, Tenda, Cyrela, Even, Direcional e RNI). Mas o avanço foi sustentado, sobretudo, pelas empresas com maior presença no programa Minha Casa, Minha Vida (MCMV).Os lançamentos somados dessas empresas totalizaram R$ 4,450 bilhões de outubro a dezembro de 2017, o que significa uma expansão de 28,4% ante os cerca de R$ 3,466 bilhões de igual intervalo de 2016. Durante todo o ano passado, essas construtoras lançaram, juntas, o equivalente a R$ 12,645 bilhões em imóveis, uma alta de 21,1% em relação aos R$ 10,441 bilhões de 2016.No quesito vendas líquidas, o volume somado dessas empresas atingiu quase R$ 3,780 bilhões no quarto trimestre de 2017. O valor representou um crescimento de 30,5% ante os R$ 2,897 bilhões de vendas líquidas anotados no mesmo período do ano anterior. Em 2017, as vendas líquidas dessas seis incorporadoras avançaram 23,9%, de cerca de R$ 9,675 bilhões em 2016 para ao redor de R$ 11,990 bilhões de janeiro a dezembro do ano passado.Destas seis empresas, apenas quatro (MRV, Tenda, Direcional e RNI) divulgaram o valor dos distratos. No quarto trimestre, o valor somado dessas companhias atingiu cerca de R$ 453 milhões, ante R$ 525 milhões de outubro a dezembro de 2016 – baixa de 13,72%. No ano passado como um todo, a queda é ainda mais expressiva, de R$ 2,312 bilhões para R$ 1,769 bilhões, um recuo de 17%. Programa habitacionalAo se analisar os dados de cada empresa, nota-se que a tônica do quarto trimestre foi praticamente a mesma dos anteriores: as companhias com mais ativos relacionados ao Minha Casa, Minha Vida apresentaram números mais positivos.A MRV, por exemplo, viu seus lançamentos crescerem 56% no quarto trimestre ante o mesmo período de 2016, para R$ 1,671 bilhão. No ano, a alta foi de 41%, com R$ 5,627 bilhões lançados. As vendas líquidas da construtora atingiram R$ 1,451 bilhão de outubro a dezembro de 2017, com expansão de 43,94%, e R$ 4,951 bilhões em 2017, alta de quase 23%.Em entrevista ao Broadcast, o copresidente da companhia, Eduardo Fischer, afirmou que a incorporadora inicia 2018 mais otimista e espera que o ano seja ainda mais representativo em lançamentos do que foi 2017. “Temos aproveitado que o Brasil possui uma carência de habitação muito grande e que existe um ‘funding’ saudável vindo do fundo de garantia”, acrescentou.O executivo reforçou ainda a expectativa da companhia de que os distratos sejam zerados até 2019. A MRV teve R$ 285 milhões em contratos cancelados no último trimestre de 2017, valor igual ao registrado de outubro a dezembro de 2016. No ano, contudo, houve queda de 10,5%, para R$ 1,104 bilhão.Na mesma linha, a Direcional, também com presença importante no MCMV, viu seus lançamentos atingirem R$ 451 milhões nos últimos três meses de 2017, um salto de quase 43%. No ano todo, o crescimento foi de 27,45%, para R$ 980 milhões. As vendas líquidas, por sua vez, avançaram 35% no quarto trimestre, a R$ 242 milhões, enquanto a expansão deste item no ano foi de 80%, para um total de R$ 807 milhões.Os distratos, no entanto, subiram 73% no quarto trimestre, para R$ 78 milhões, enquanto recuaram 9,45% no ano, para R$ 230 milhões. O aumento registrado nos últimos três meses de 2017 deveu-se, segundo a companhia, principalmente ao grande volume de entregas do segmento de Médio-PadrãoMédio-Alto Padrão e Comercial (MAC) ocorrido durante o segundo semestre do ano.A Tenda é outro exemplo de companhia com forte atuação no Minha Casa, Minha Vida e registrou alta de 22,6% nos lançamentos no quarto trimestre, para R$ 458,3 milhões. Em 2017, computou expansão de 26%, para R$ 1,695 bilhão. As vendas líquidas tiveram alta de 39,1% de outubro a dezembro ante o mesmo período de 2016, chegando a R$ 433,5 milhões. Em 2017, o crescimento foi de 35,3% em relação a 2016, para R$ 1,545 bilhão.Apesar dos números positivos das empresas mais ligadas ao MCMV, dados obtidos com exclusividade pelo Estadão/Broadcast revelam que o presidente Michel Temer descumpriu em 2017 a primeira meta do seu governo para contratações do programa. Somando todas as quatro faixas do MCMV, o governo prometeu contratar 610 mil unidades habitacionais no ano passado, mas só contratou 442,2 mil, o equivalente 72,5% da meta.Questionado sobre o tema, Fischer, da MRV, considerou que o programa tem mantido sua força. “O FGTS está com o orçamento já comprometido, está fazendo o que está no limite dele e tem sido suficiente para atender ao mercado”, comentou. Ele avaliou ainda que a faixa 1 do MCMV foi “muito comprometida”, mas considerou que não há preocupação quanto ao futuro do programa.Na outra ponta, as empresas que não atuam no MCMV e com foco em média e alta renda tiveram desempenho inferior às demais. Os lançamentos da Cyrela no quarto trimestre somaram R$ 1,269 bilhão, queda de 0,4% em relação aos R$ 1,274 bilhão registrados no mesmo período de 2016. No total do ano passado, os lançamentos da Cyrela foram de R$ 3,053 bilhões, aumento de 3,9% ante os R$ 2,937 bilhões de 2016. As vendas líquidas, por sua vez, somaram R$ 1,253 bilhão no quarto trimestre, avanço de 15% na comparação anual. Em 2017, as vendas ficaram em R$ 3,259 bilhões, crescimento de 17,8%.A Even Construtora e Incorporadora relatou lançamentos de R$ 402 milhões (parte Even) de outubro a dezembro, queda de 2,6% em um ano. Já no ano de 2017, o valor acumulado de 2017 foi de R$ 1,1 bilhão (parte Even), diminuição de 3,6%. As vendas líquidas da empresa totalizaram R$ 274 milhões (parte Even) no quarto trimestre, aumento de 15% sobre igual intervalo do ano anterior. No acumulado de 2017, as vendas líquidas totalizaram R$ 1,13 bilhão (parte Even), crescimento de 10,5% em relação ao ano anterior.Cyrela e Even não divulgaram dados sobre distratos em suas prévias operacionais. Autor Márcio Rodrigues marcio.rodrigues@estadao.com)
 
Voltar
Negócio:
Tipo do Imóvel:
Dorm.
Cidade:
Bairro:
Valor:
 
 
 
»  Queda de Juros
»  Dicas Arrumar a Casa.
»  Conhece o Steel Fram??
»  Distâncias Montes Claros MG
»  Geografia Montes Claros MG
»  Economia Montes Claros MG
   
 
   
 
 

Site : AP Imóveis Imobiliaria Montes Claros
Site disponível na versão Mobile:
m.apimobiliaria.com.br
Faça parte da nossa Rede Social:

NEGÓCIOS IMOBILIÁRIOS EM MONTES CLAROS-MG
AP IMÓVEIS LTDA
Endereço: RUA DR. VELOSO, 244 - A - CENTRO - MONTES CLAROS - MG - 39.400-074
Telefone(s): (38) 3214-5515, (38) 3216-9326, (38) 98826-3449, (38) 98814-9328 Whatsapp

CRECI PJ 3.956 - AP IMÓVEIS - ATENÇÃO: Esse site recebe constantes alterações, confira a disponibilidade e as informações dos imóveis anunciados.
 
Gestão e Marketing Imobiliário